segunda-feira, 25 de julho de 2011

Brasil termina Jogos Mundiais Militares em primeiro lugar no raking

O Brasil dominou a quinta edição dos Jogos Mundiais Militares, que acabaram ontem, no Rio de Janeiro. O país somou 114 medalhas, 45 de ouro, 33 de prata e 36 de bronze. Na segunda colocação ficou a China (37 ouros, 28 pratas e 34 bronzes), seguida pela Itália (14 ouros, 13 pratas e 24 bronzes). A próxima competição está marcada para 2015, na cidade de Mungyeong, na Coreia do Sul.

Um dos ouros brasileiros ontem foi conquistado pelo basquete. Com Nezinho e Arthur, a Seleção passou um pouco de dificuldade, mas, para a alegria dos torcedores que compareceram à Arena da Barra, conseguiu derrotar a Grécia, por 76 x 64, na decisão.

A equipe verde-amarela, formada por jogadores profissionais que fizeram o curso de formação militar, atuou reforçada dos candangos, atletas do UniCeub. Eles estavam com a Seleção principal, em São Paulo, e chegaram só para a reta final. Ajudaram o time a bater os Estados Unidos, nas semifinais e comandaram o grupo diante dos gregos. Também teve boa atuação Estevam, ex-jogador da equipe de Brasília e que ontem completou 33 anos.

Após o confronto, o técnico Alberto Bial não escondeu a satisfação. “A medalha de ouro era nosso objetivo principal e conseguimos. Era meu sonho ser campeão mundial e consegui realizá-lo”, afirmou o comandante. “O basquete brasileiro vive um momento de ascensão. Ainda estamos engatinhando em relação a aonde podemos chegar, mas é um grande momento de recuperação. Depois de 48 anos, o Brasil volta a ganhar um Mundial no masculino. Não tem como não ser saudável e benéfico para o basquete.”

A disputa pelo bronze foi acirrada. Os Estados Unidos sofreram para bater, por 84 x 83, a Coreia do Sul. O cestinha do confronto foi Matthew McCraw, dos EUA, que marcou 34 pontos. “Viemos para essa competição com a intenção de conquistar o ouro. Mesmo assim, ganhar a medalha de bronze foi importante”, afirmou McCraw.

Mais medalhasNo hipismo, mais ouro brasileiro. Jefferson Sganolin ganhou no Concurso Completo de Equitação. O Brasil também foi prata no CCE e por equipes, e bronze com Cláudio Goggia no salto individual. No triatlo, foram três pratas e um bronze.

Meninas vencem no futebol


A Seleção Brasileira feminina de futebol goleou a Alemanha, por 5 x 0, e tornou-se campeã dos Jogos Mundiais Militares. Dois dos gols foram de Kátia Cilene, artilheira da competição, com 11 tentos. Ela abriu o placar, num chute cruzado, aos 22 minutos, e, dois minutos depois, a própria jogadora ampliou, de cabeça. Na comemoração, as atletas ficaram perfiladas e prestaram continência em homenagem às Forças Armadas. “Agora é festa. Tirar toda a pressão que passamos e aproveitar para curtir muito. Foi uma vitória muito grande para o futebol feminino”, comemorou Kátia Cilene.

Na opinião de Maycon, o título brindou o árduo trabalho da equipe. “Foram dois meses de pré-temporada e muita dedicação de todas as atletas. Esse ouro é mais uma forma de fortalecer o futebol feminino brasileiro”, disse. Na disputa pelo terceiro lugar, a Holanda derrubou a França por 2 x 0.

Redação - Correio Braziliense

Nenhum comentário: